Fluxo de caminhões de soja volta ao normal na BR-136, diz Dnit

Fluxo de caminhões de soja...

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) informou há pouco que não há mais carretas retidas no trecho não asfaltado da BR-163, na região de Novo Progresso, no Pará.

O fluxo havia sido comprometido nos últimos dias em virtude das fortes chuvas que caem na região amazônica.

A subida de caminhões com o grão pela rodovia federal preocupa as tradings, donas da carga, já que dois trechos permanecem em condições críticas. A lama formada pelas chuvas atola caminhões e impede o tráfego. A rodovia liga Cuiabá, em Mato Grosso, a Santarém, no Pará, e é a principal opção rodoviária de escoamento pelo Arco Norte do país.

 

Segundo o Valor apurou, há nove navios com atracagem prevista atracar nas próximas duas semanas no porto de Barcarena e outros seis no porto de Santarém, ambos no Pará. Eles deverão levar pouco mais de 860 mil toneladas de soja para China (principal destino), Espanha e Turquia.

 

 

Fonte: Valor

 

Deixe seu comentário

Comentários:

Leia também:

Enquete


Gostou do novo Site do Jornal Portuário





videos