MSC Cruzeiros assume crescimento de 7,8% em passageiros no mercado português

Na divulgação dos seus dados relativos a 2017, a empresa destaca que atingiu todos os objectivos para o mercado português, onde é líder há cinco anos consecutivos e detém uma quota de 40% do mercado.

A MSC Cruzeiros, que se assume como a maior operadora privada do mundo e primeira da Europa em cruzeiros, registou 22.158 passageiros em 2017, mais 7,8% do que em 2016, no mercado português, onde é líder “pelo quinto ano consecutivo”, segundo dados ontem revelados pela empresa. Segundo dados da empresa (MSC Market Intelligence Cruise Monitor), a quota de mercado da companhia em Portugal estabilizou, atingindo cerca de 40%.

Eduardo Cabrita, Director Geral da MSC Cruzeiros em Portugal, considerou a propósito que 2017 foi o ano que assinalou o início do novo projecto de expansão da empresa, “com o lançamento dos primeiros dois protótipos do plano de investimento, que nos permitirão duplicar a nossa frota de 12 para 24 navios e triplicar a nossa capacidade em passageiros até 2026, em qualquer um dos mercados Europeus”.

Sublinhou ainda que foram inaugurados “os novos e ultramodernos MSC Meraviglia, em Junho, e MSC Seaside, em Novembro, proporcionando aos portugueses a oportunidade única de conhecer em primeira mão estes navios, os primeiros das suas classes, nas suas viagens inaugurais”.

O mesmo responsável admitiu também que em Portugal a empresa atingiu todos os objectivos previstos para 2017, destacando que em 2018 a MSC Cruzeiros prevê “continuar a crescer a todos os níveis, especialmente na Europa, onde predomina o nosso core-business e onde somos a companhia número um, mas também cada vez mais nos itinerários internacionais que caracterizam esta empresa internacional”.

O mesmo responsável referiu ainda que em 2018, em Portugal, a empresa regressará à sua operação no Funchal, iniciará uma série de escalas no porto de Leixões e continuará a operação de cruzeiros “com partida e chegada a Lisboa a bordo do MSC Preziosa entre Setembro e Outubro, oferecendo aos portugueses a possibilidade de desfrutarem do MSC Yacht e do melhor que a experiência MSC tem para oferecer”.

A empresa recordou ainda que “os itinerários mais procurados pelos portugueses continuam a ser os do Mediterrâneo (cerca de 41% do total dos passageiros) e o Norte da Europa (cerca de 33% do total dos passageiros), sendo os cruzeiros com saídas e chegadas a Barcelona, Veneza, Kiel ou Copenhaga os mais vendidos”.

E sublinhou ainda que “as saídas e chegadas ao porto de Lisboa (cerca de 18% do total dos passageiros) continuam a ser uma grande aposta da companhia, que apresentou em 2017 uma operação com saída e chegada a Lisboa entre Setembro e Outubro a bordo do MSC Magnifica”.

 

Fonte: Jornal da Economia do Mar

Deixe seu comentário

Comentários:

Leia também:

Enquete


Gostou do novo Site do Jornal Portuário





videos